Criminal

28/11/2022

Tribunal do Júri de Ampére condena a 14 anos, 9 meses e 15 dias de prisão homem denunciado pelo MPPR por feminicídio cometido em janeiro

Expresso MP

     

     

O Tribunal do Júri de Ampére, no Sudoeste do estado, condenou a 14 anos, 9 meses e 15 dias de reclusão um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná por um assassinato cometido em 8 de janeiro deste ano. Além do homicídio qualificado por feminicídio, o réu foi condenado por ocultação de cadáver e fraude processual.

Conforme a denúncia, o homem matou a companheira com golpe de martelo, ocultou o cadáver com auxílio do genro e posteriormente, em 16 de fevereiro, registrou boletim de ocorrência de desaparecimento, com o objetivo de ocultar o crime. A vítima tinha 57 anos de idade.

Após as investigações, o réu confessou o crime, admitindo o feminicídio, a incineração do martelo utilizado na sua execução e a ocultação do cadáver na região rural da cidade.

O condenado deverá cumprir a pena em regime inicial fechado. Ele estava preso preventivamente e teve a prisão mantida até o julgamento de eventual apelação.

Processo número 0000134-64.2022.8.16.0186.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
comunicacao@mppr.mp.br
(41) 3250-4264

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem