Criminal

06/12/2022

Tribunal do Júri de Matelândia condena a 20 anos e 1 mês de prisão réu denunciado pelo MPPR por homicídio qualificado cometido em janeiro

Expresso MP

     

     

Em julgamento realizado no Tribunal do Júri em Matelândia, no Oeste do Estado, um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná foi condenado a 20 anos e 1 mês de reclusão por homicídio qualificado cometido em 1º de janeiro de 2022. A vítima, um homem que trabalhava com o agressor, foi espancada até a morte.

Conforme a denúncia do MPPR, os dois voltavam de uma confraternização de réveillon na empresa onde trabalhavam, em uma moto pilotada pelo denunciado. A propósito de um desentendimento, o denunciado atacou o colega na rua, derrubando-o e atingindo-o com socos, chutes e outros golpes, utilizando até o capacete que usava para bater nele. Depois, chegou a invadir a casa de testemunhas – algumas delas tentaram intervir para impedir a agressão –, ameaçando-as de morte e declarando que seria “integrante de facção”.

Os jurados acataram na íntegra as teses do Ministério Público, considerando como qualificadora o emprego de meio cruel (pela multiplicidade de golpes desferidos contra a vítima e o intenso sofrimento a ela causado). O sentenciado já se encontrava preso preventivamente e permanecerá detido, sem o direito de recorrer em liberdade.

Processo número 0000044-75.2022.8.16.0115

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
comunicacao@mppr.mp.br
(41) 3250-4249

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem