Comunicação Social do MPPR

Institucional

03/02/2011

03/02/2011 - SÃO JORGE D’OESTE - Promotoria recomenda que Câmara cancele prova de concurso, prevista para domingo

A Promotoria de Justiça de Dois Vizinhos, no oeste do estado, encaminhou na quarta-feira, 2 de fevereiro, Recomendação Administrativa ao presidente da Câmara de Vereadores de São Jorge D’Oeste, Edson Luis Ribeiro dos Santos, para que seja cancelada a prova do concurso público, prevista para ser realizada no próximo domingo, 6 de fevereiro. O Ministério Público defende a existência de irregularidades no edital do processo seletivo, que poderiam configurar fraudes e/ou favorecimento no concurso.

Além do cancelamento da prova, o promotor de Justiça da comarca, Eduardo Cambi, recomenda que o edital seja republicado, para que nele constem os critérios da contagem da prova de títulos, inexistentes no documento atual. Cambi solicita ainda que sejam reabertas as inscrições, sob o cuidado da ampla publicidade à realização do concurso, inclusive na página da Câmara na internet.

“O prazo para a inscrição foi curto, de 3 a 18 de janeiro, e ainda coincidiu com o período de férias, em que muitas repartições públicas estavam fechadas. Além disso, não foi dada a devida divulgação, nem mesmo no site da instituição”, salienta o promotor.

Outra irregularidade apontada pela Promotoria, e que se pretende corrigir com a republicação do edital, é a exigência de conteúdos para a prova que não foram disponibilizados no site da Câmara Municipal. “O Regimento Interno da Câmara Municipal e a Lei Orgânica do Município seriam cobrados na prova de domingo, só que os candidatos não tinham como consultá-los porque as regras não estavam disponíveis no site da Câmara, o que poderia privilegiar os atuais servidores da Casa de Leis, também inscritos no concurso”, afirma o promotor.

Ainda de acordo com a promotoria, os atuais servidores da Câmara, inscritos no concurso, foram os responsáveis pelo recebimento das inscrições dos demais candidatos, seus concorrentes, sendo que uma empresa teria sido contratada para o serviço.

“Com intuito de evitar a anulação do concurso e impedir que haja violação ao princípio constitucional da igualdade em relação ao acesso ao serviço público, decidimos expedir a Recomendação e aguardamos que seja acatada, a fim de evitar que o problema seja levado à Justiça”, explica o promotor.

O concurso para a Câmara de Vereadores de São Jorge D’Oeste oferece vagas para os cargos de advogado, contador, auxiliar administrativo e auxiliar de serviços gerais.


Informações para a imprensa com:
Maria Amélia Lonardoni / Patrícia Ribas
(41) 3250-4229 / 4228
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem