Comunicação Social do MPPR

Criminal

22/10/2019

Homem que provocou a morte da companheira grávida é condenado a 28 anos de reclusão por feminicídio pelo Tribunal do Júri de Ibiporã

O Tribunal do Júri de Ibiporã, no Norte-Central do estado, condenou a 28 anos de reclusão em regime fechado um homem acusado de homicídio quadruplamente qualificado. O réu foi apontado como responsável pela morte, em outubro de 2015, da então companheira, que tinha 15 anos e estava grávida.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná, o crime ocorreu após uma discussão motivada pelo desejo da vítima de separar-se, considerando o histórico de agressões ocorridas durante a relação. Por não concordar com o fim do relacionamento, o réu passou a agredi-la com golpes com um capacete, chutes, pontapés e esganadura, o que provocou sua morte, bem como o aborto do feto de dez semanas.

Foram consideradas qualificadoras do crime o feminicídio, o motivo torpe, o uso de meio cruel e de recurso que dificultou a defesa da vítima, além de ter sido causa de aumento de pena o fato de a vítima estar grávida.

O réu já estava preso desde a prática do crime e não poderá recorrer em liberdade.

Informações para a Imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4264

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem