Comunicação Social do MPPR

Institucional

19/03/2014

JACAREZINHO - Promotoria investiga fraude e pagamentos por serviços de saúde não prestados

A 1.ª Promotoria de Justiça de Jacarezinho apreendeu documentos na sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro (Cisnopi), para apurar denúncias da inclusão de procedimentos de saúde não prestados nos relatórios de serviços da entidade, com consequentes pagamentos irregulares. A operação de busca e apreensão, autorizada pela Vara Criminal da comarca, foi realizada na segunda-feira (17 de março). A operação, coordenada pelo MP-PR, teve apoio da 12.ª Subdivisão de Polícia de Jacarezinho.

Segundo o promotor de Justiça Paulo José Gallotti Bonavides, que acompanhou pessoalmente a apreensão dos documentos, há fortes indícios de que, nos últimos meses, o consórcio tem cobrado por serviços prestados em anos anteriores e já pagos. “Eles pegam, por exemplo, o nome e o RG de uma pessoa que fez uma tomografia em 2011 e pedem, novamente, o pagamento do procedimento, como se ele tivesse sido feito agora. Haveria, portanto, pagamento em duplicidade”, explica o promotor de Justiça. Foi instaurado inquérito policial, para a integral elucidação dos fatos e, comprovada qualquer infração penal, será promovida a responsabilização penal dos eventuais envolvidos.

O consórcio atende moradores de 26 municípios do Norte Pioneiro com serviços diversos, como consultas e exames médicos. A remuneração pelos serviços prestados é feita pelos municípios, pelo Estado e pela União.

Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4228 / 4469 / 4439

19/03/2014
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem