Comunicação Social do MPPR

Institucional

27/04/2009

Projeto Ministério Público Social promove audiência pública em Bocaiúva do Sul

Nesta terça-feira, 28 de abril, o Ministério Público do Paraná promove audiência pública em Bocaiúva do Sul. O objetivo é obter informações da população local sobre as necessidades de políticas públicas para o município, especialmente nas áreas de saúde, assistência social, educação, meio ambiente e criança e adolescente. A audiência será às 15 horas, no Salão Paroquial da Igreja Santo Antônio, na Avenida Marechal Floriano Peixoto, sem número.

O evento será conduzido pelo Procurador- Geral de Justiça do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto, pelo Procurador de Justiça João Zaions Junior, Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias das Comunidades, e pelo Promotor de Justiça da Comarca de Bocaiúva do Sul, Joel Carneiro da Silva Filho.

Esta é a segunda grande audiência pública realizada dentro do projeto Ministério Público Social, iniciativa do MP-PR, lançada em outubro do ano passado, que visa promover uma maior aproximação entre o Ministério Público e a comunidade, nos municípios socialmente mais vulneráveis do Estado. A ação pretende abranger os 127 municípios paranaenses com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O trabalho começou a ser implementado pelo Vale do Ribeira, nos municípios de Adrianópolis, Tunas do Paraná e Bocaiúva do Sul. A primeira audiência foi realizada em 25 de novembro, em Adrianópolis, com a presença de cerca de 250 pessoas, que apresentaram suas principais solicitações para melhorar as condições de vida na região.

A partir daquele encontro e das permanentes tratativas do Ministério Público com o Governo do Estado e com as autoridades locais, várias iniciativas já foram definidas para a região, como um conjunto de ações do Governo Estadual a fim de atender às comunidades quilombolas existentes nas proximidades, incluindo a construção de moradias, a realização de encontro para apresentar estudos e alternativas sobre a contaminação do meio ambiente com chumbo, e os projetos de implantação, em Adrianópolis, de um Centro de Economia Solidária e de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem