BULLYING - Veja como agir se seu filho sofre ou pratica bullying

Data 03/01/2015 | Assunto: Criança e Adolescente


Cartilha explica de forma simples e direta o que é o assédio e quais suas formas.

BULLYING - Veja como agir se seu filho sofre ou pratica bullying

(Foto: Mikael Damkier / Deposit Photos)

O Projeto Orelhinha, ONG que oferece cirurgias corretivas de orelha de abano a baixo custo, está lançando uma cartilha para orientar professores, educadores, pais e familiares sobre como enfrentar situações de bullying. O documento explica de forma simples e direta o que é o assédio e quais suas formas, destaca os sinais que as vítimas apresentam e orienta sobre como agir ao presenciar ações do tipo. Também ensina os pais a lidarem com a situação quando o filho é vítima ou quando ele é quem pratica o bullying.

— A participação da família e dos educadores é fundamental para minimizar os efeitos negativos que o bullying pode causar nas vítimas, em especial, no aspecto da introspecção, da baixa autoestima e da queda do rendimento escolar — diz a presidente do Instituto Orelhinha, Leila Souto Miranda de Assis.

O material já foi distribuído em ações da ONG em Porto Alegre, Fortaleza, Recife e Salvador. Interessados em receber a cartilha podem solicitar pela central de atendimento da instituição, pelos telefones 4062-0607 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-718-7804 (demais cidades). A cartilha pode ser visualizada no link do Projeto Orelhinha.

Veja dicas apresentadas na publicação.

O que fazer quando seu filho sofre uma situação de agressão:

  • Parabenize seu filho pela coragem de falar com você sobre o que está acontecendo. Diga que ele não está sozinho e que juntos vocês poderão solucionar o problema.
  • Escute com atenção os relatos do seu filho sobre o incidente. Peça que descreva quem esteve envolvido, como, quando e onde aconteceram os episódios.
  • Descubra o máximo que puder sobre as táticas de perseguição ou intimidação que estão usando contra ele.
  • Estabeleça um vínculo de empatia com seu filho. Diga que intimidar é errado, que não é sua culpa. Pergunte a ele o que acha que você pode fazer para ajudá-lo.
  • Não culpe seu filho por ser perseguido. Não suponha que ele provocou os maus-tratos.
  • Enxergue isso como uma oportunidade para refletir sobre a própria cultura familiar.

O que fazer quando seu filho é quem assedia:

  • Deixe claro que você considera os atos de perseguição ou intimidação sérios e que não vai tolerar tais comportamentos.
  • Crie regras claras e coerentes para sua família, que guiem o comportamento de seus filhos. Elogie e apoie quando eles seguirem as regras.
  • Passe mais tempo com seus filhos e supervisione cuidadosamente suas atitudes.
  • Conheça os amigos de seus filhos, permita que eles os convidem para vir à sua casa e preste atenção em como passam o tempo livre.
  • Promova os talentos de seus filhos, estimulando a participação em atividades sociais.
  • Compartilhe suas preocupações com o professor, coordenador ou diretor da escola.
  • Se você ou seus filhos necessitam de ajuda adicional, fale com um orientador escolar ou profissional de saúde mental.

[Fonte: ZH - Zero Hora - Vida - Grupo RBS - 03/01/2015]

 

- Download PDF -

# Minha Auto Estima Resgatada
Cartilha do Projeto Orelhinha - Uma iniciativa contra o bullying
Informações adicionais:   Projeto Orelhinha
[Fonte: Projeto Orelhinha]
 
Download:         [ opção 1 ]         [ opção 2 ]
(formato PDF - tamanho 7,25MB - 10 págs - 2014)

 

Matérias relacionadas:   (links internos)
»   Combate à Violência
»   Educação
»   Publicações: Educação - Bullying
»   Publicações: Educação - Prevenção da violência nas escolas

Notícias relacionadas:   (links internos)
»   (16/02/2016) INTERNET - Facebook lança plataforma para combater bullying pela rede social
»   (16/02/2016) BULLYING - Lei que cria programa de combate ao bullying começa a valer esta semana
»   (16/02/2016) BULLYING - A história de adultos vítimas de humilhações durante a vida escolar
»   (06/08/2015) BULLYING - Projeto Orelhinha viabiliza cirurgias para combater o bullying
»   (18/06/2015) VÍDEO - O Bullying pode causar uma depressão?
»   (08/06/2015) BULLYING - No início da adolescência pode causar depressão mais tarde
»   (03/01/2015) BULLYING - Veja como agir se seu filho sofre ou pratica bullying
»   (19/02/2014) BULLYING - Bullying pode impactar o bem-estar da criança a longo prazo

Download:   (arquivos PDF)
»   Cartilha do Projeto Orelhinha - Uma iniciativa contra o bullying
»   Cartilha CNJ - Bullying - Justiça nas Escolas
»   Tabela Comparativa: Leis de Bullying (Federal, Estadual, Municipal)

Referências:   (links externos)
»   CAOPCAE / MPPR - Área da Educação
»   Informativo nº 03/2016 - CAOPCAE/Educação - Combate ao Bullying   (15/02/2016)
»   O Bullying pode causar uma depressão? - Conexão Futura - Canal Futura (Vídeo)
»   Lei nº 13.185/2015, de 06 de novembro de 2015 - Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying)
»   Projeto Orelhinha

 

 






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=12303