MP Responde atende questões sobre acessibilidade em prédios públicos e qual a idade que define a pessoa como idosa

Data 06/06/2018 | Assunto: MP no Rádio


Logo MP responde

A edição desta semana do MP Responde, serviço da Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Paraná direcionado a emissoras de rádio, traz perguntas sobre a idade em que a pessoa passa a ser considerada idosa e a obrigatoriedade de acesso especial a pessoas com deficiência em lugares públicos. Quem responde às questões é a procuradora de Justiça Rosana Beraldi Bevervanço, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos do Idoso e da Pessoa com Deficiência, do Ministério Público do Paraná. Ouça as respostas:

- Com quantos anos a pessoa passa a ser considerada idosa?

- Todos os lugares públicos devem oferecer acesso especial a pessoas com deficiência?

Serviço à população – O MP Responde tem o formato de spot, com até um minuto de duração, e traz procuradores e promotores de Justiça respondendo perguntas relacionadas ao trabalho do Ministério Público e a assuntos jurídicos. A produção é da Assessoria de Comunicação da instituição, realizada em parceria com a Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp). O programa pode ser veiculado gratuitamente por qualquer rádio interessada. As perguntas são baseadas em questões da comunidade que chegam ao MPPR, mas também é possível sugerir temas. Os contatos são o e-mail: mpnoradio@mppr.mp.br ou o telefone (41) 3250-4469.

Edições anteriores:

- Se passar por uma abordagem policial, como devo me comportar?

- Como denunciar abusos da polícia no caso de uma prisão?

- Como posso denunciar fraude em concurso público?

- O vereador pode ficar com parte do salário dos seus assessores?

- Um homem pode ser vítima de estupro?

- Quais as situações em que o crime de estupro é mais comum?

Todas as edições






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=20523