Ex-prefeito de Moreira Sales investigado por gastos indevidos com diárias para viagens ao exterior tem 38 imóveis bloqueados pela Justiça

Data 28/03/2019 | Assunto: Patrimônio Público

A indisponibilidade ocorreu no âmbito de ação civil pública proposta pela 1ª Promotoria de Justiça de Goioerê, município sede da comarca, no Centro-Ocidental paranaense.

O Ministério Público do Paraná obteve o bloqueio de 38 imóveis do ex-prefeito de Moreira Sales (gestão 2005-2008), investigado por gastos indevidos com diárias em viagens ao exterior. A indisponibilidade ocorreu no âmbito de ação civil pública proposta pela 1ª Promotoria de Justiça de Goioerê, município sede da comarca, no Centro-Ocidental paranaense.

O bloqueio dos bens visa ao ressarcimento de danos ao erário causados pelo ex-gestor. Apuração do MPPR identificou que, entre 2006 e 2008, o ex-prefeito acumulou aproximadamente R$ 35 mil em 14 diárias recebidas por viagens à Europa. Como já está prescrita a possibilidade de sanção pelo ato de improbidade administrativa, a Promotoria de Justiça ingressou com a ação, buscando que, ao menos, o prejuízo aos cofres públicos seja revertido.

A decisão judicial que determinou o bloqueio de bens foi proferida em janeiro deste ano e efetivada a partir da identificação dos imóveis de propriedade do ex-gestor público.

(Autos nº. 0118-33.2019.8.16.0084)

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4264






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=21377