Em visita técnica a Rio das Cobras, Ministério Público do Paraná destaca importância da defesa dos direitos da população indígena do Paraná

Data 06/08/2019 | Assunto: Direitos Humanos

De etnia Kaingang, Rio das Cobras é a maior área indígena do Paraná e conta com 760 famílias, o que corresponde a aproximadamente 4 mil pessoas.

Membros da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Laranjeiras do Sul, no Centro Sul do Estado, e do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos do Ministério Público do Paraná (área indígena) realizaram visita técnica à terra indígena de Rio das Cobras, em Nova Laranjeiras (município que integra a comarca). De etnia Kaingang, Rio das Cobras é a maior área indígena do Paraná e conta com 760 famílias, o que corresponde a aproximadamente 4 mil pessoas.

Na visita, realizada entre os dias 31 de julho e 02 de agosto, houve reunião com as lideranças indígenas e integrantes de organizações indigenistas, na qual foi destacada pelos representantes da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca a importância da defesa dos direitos humanos, em particular dos povos indígenas. Do mesmo modo, foi abordada a necessidade de aproximação dos indígenas com o Ministério Público, para conhecer-se as especificidades dessa população, de modo a melhor intervir para o asseguramento de seus direitos.

Centro de referência – Na semana passada, membros do Ministério Público do Paraná também estiveram reunidos com representantes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Nova Laranjeiras. Na oportunidade, os integrantes do MPPR também destacaram a importância do asseguramento dos direitos dos povos indígenas no estado, sobretudo ao que se refere à promoção da igualdade de gênero da mulher indígena e dos direitos das crianças e adolescentes indígenas.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4226

 






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=21769