Dois homens e uma mulher são condenados em Guarapuava por sequestro e morte de empresário a penas que, juntas, somam 135 anos

Data 19/02/2020 | Assunto: Criminal

Réus foram condenados, respectivamente, às penas de 37, 48 e 50 anos de prisão, em regime inicial fechado

Em Guarapuava, Centro Sul do estado, o Ministério Público do Paraná obteve a condenação judicial de três pessoas denunciadas por extorsão mediante sequestro que resultou em morte, além de furto e ocultação de cadáver de um empresário da cidade. Somadas, as penas chegam a 135 anos de prisão. O julgamento foi realizado nesta semana, no dia 17 de fevereiro, no Juízo da 3ª Criminal da Comarca.

Na denúncia, apresentada pela 10ª Promotoria de Justiça de Guarapuava, o MPPR relata que os denunciados – dois homens e uma mulher – sequestraram o empresário no final de novembro de 2018 e o mantiveram em cárcere privado por vários dias. A vítima foi obrigada a fazer transferências de valores em benefício dos réus, que ameaçavam matar os filhos do empresário. Foram efetuadas transferências no montante total de R$ 184 mil em duas situações – 30 de novembro e 6 de dezembro daquele ano. Os três também furtaram o veículo que o empresário dirigia no momento do sequestro. A Promotoria sustenta que há provas concretas de que o homem foi morto pelos denunciados. O corpo ainda não foi localizado.

A mulher e os dois homens foram condenados, respectivamente, às penas de 37, 48 e 50 anos de prisão, em regime inicial fechado. Pelo crime, os três já se encontram presos preventivamente desde 14 de dezembro de 2018.

Autos nº 20800-08.2018.8.16.0031

 

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4469






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=22337