Tribunal do Júri de Ponta Grossa condena a 17 anos e 10 meses de reclusão homem que praticou homicídio duplamente qualificado

Data 19/02/2020 | Assunto: Criminal

Todos os pedidos apresentados pela 10ª Promotoria de Justiça de Ponta Grossa foram acolhidos pelo Conselho de Sentença no julgamento ocorrido na última terça-feira, 18 de fevereiro.

O Tribunal do Júri de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, condenou a 17 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão, em regime fechado, homem acusado de homicídio duplamente qualificado.

O crime ocorreu no dia 17 de janeiro de 2019. Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Paraná, de posse de arma de fogo, o réu fez vários disparos contra um comerciante que teria se recusado a vender cerveja e cigarros fiados. Os fatos foram presenciados pela filha da vítima, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

O MPPR sustentou no julgamento a tese de homicídio qualificado por motivo fútil e por ter ocorrido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, o que foi acolhido pelos jurados. Todos os pedidos apresentados pela 10ª Promotoria de Justiça de Ponta Grossa foram acolhidos pelo Conselho de Sentença no julgamento ocorrido na última terça-feira, 18 de fevereiro.

Informações para a Imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4264






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=22346