04/08/2009 - CASCAVEL - Promotoria de Justiça pede o cancelamento do jogo Coritiba x Santos

Data 04/08/2009 | Assunto: Institucional


O Ministério Público de Cascavel protocolou, na tarde desta terça-feira (4), ação cautelar, com pedido de liminar, para que a Justiça determine o cancelamento do jogo Coritiba x Santos, marcado para amanhã (5) à noite no Estádio Olímpico de Cascavel. O pedido sugere, como alternativa, a realização do jogo a “portões fechados”, ou seja, sem acesso ao público, caso o Juízo entenda que o jogo deva ser realizado.

A medida pretende proteger a população cascavelense da propagação do vírus H1N1 e está de acordo com o que as autoridades sanitárias da cidade vêm discutindo e adotando com relação à prevenção contra a gripe A. Na semana passada, houve uma reunião entre os representantes do Conselho Regional de Medicina, da 10ª Regional de Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, do Ministério Público e de hospitais de Cascavel. Durante o encontro, as autoridades decidiram, como medida preventiva, criar os chamados “vazios sanitários” para evitar a aglomeração de pessoas. Desde então, o Ministério Público e demais órgãos fizeram uma série de recomendações administrativas, que vão desde o cancelamento das aulas em toda a rede de ensino da cidade até o fechamento dos estabelecimentos de diversão, como clubes, bares e casas noturnas. O MP recomendou também que as polícias militar e civil, bombeiros e a própria prefeitura não expedissem autorização e/ou licença para realização de eventos que concentrassem grande número de pessoas.

De acordo com o promotor de Justiça Ângelo Mazzuchi Ferreira, a realização do jogo entre o Coxa e o Santos, neste momento, é contrária a todas as medidas sanitárias que vêm sendo adotadas no município. Por isso, na semana passada, o próprio Secretário de Saúde de Cascavel, Idelmar Marino Canto, recomendou em ofício ao secretário municipal de Esportes e Lazer, Juarez Luiz Berté, que cancelasse ou adiasse o jogo. Ontem (3), a Promotoria de Justiça reforçou a necessidade do cancelamento do evento em uma recomendação administrativa. Porém, segundo o promotor, o Secretário de Esporte e Lazer informou hoje (4) à tarde, por telefone, que o jogo seria realizado. Desta forma o Ministério Público ingressou com a ação judicial.


Informações para a imprensa com:
Maria Amélia Lonardoni / Jaqueline Conte
(41) 3250-4228 / 4229





Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=261