23/01/2014 - GUARAPUAVA - Ex-presidente da Câmara é condenado por peculato

Data 23/01/2014 | Assunto: Institucional


O ex-presidente da Câmara Municipal de Guarapuava (Região Centro-Sul do estado), Admir Strechar, foi condenado a cinco anos de prisão, em regime semi-aberto, pela prática, repetida, do crime de peculato. No caso, a sentença judicial reconheceu que Strechar fez a troca de pneus em dois carros de sua propriedade e pediu que o lançamento das despesas fosse feito em nome do Legislativo da cidade.

As irregularidades foram identificadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Guarapuava, dentro da Operação Fantasma. A operação foi deflagrada em 2011, para apurar o esquema de apropriação indevida de parte dos salários de funcionários da Câmara de Guarapuava, por um grupo de vereadores. Durante o processo, outras denúncias surgiram, entre elas a de uso de dinheiro público para equipar carros do denunciado.

A sentença foi proferida pelo Juízo da 1.ª Vara Criminal da Comarca de Guarapuava, que julgou parcialmente procedente a ação penal promovida pelo Gaeco sobre o uso de dinheiro público para a compra dos pneus. Havia uma terceira acusação de peculato contra o vereador, também envolvendo a aquisição de pneus, da qual ele foi absolvido. A Promotoria, no entanto, já recorreu da decisão judicial no que tange a este fato.

As ações judiciais referentes à apropriação de salários ainda estão pendentes de julgamento.


Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4469/4228/4439

23/01/2014





Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=4223