16/04/2010 - OPERAÇÃO DESVIO - Ação do GAECO-Foz resulta em 13 prisões de policiais que ajudavam criminosos na fronteira

Data 16/04/2010 | Assunto: Institucional


O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Foz do Iguaçu deflagrou hoje (16) ação contra policiais que auxiliavam pessoas que trabalhavam com o transporte de ilícitos na região da fronteira. O promotor de Justiça Rudi Rigo Burkle, coordenador da unidade, afirma que a Operação Desvio, que culminou na prisão de 28 pessoas, é resultado de um ano de investigações. Os detidos foram ouvidos e encaminhados para a Cadeia Pública Laudemir Neves, em Foz do Iguaçu. Nos próximos dias, o Ministério Público deve propor denúncia criminal contra todos pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção e concussão, bem como ação cível, em que será requisitado o afastamento da função pública dos policiais.

O coordenador do GAECO-Foz explica que foram presos 13 policiais civis e um guarda municipal. Todos participariam de um esquema de facilitação do transporte de armas, drogas, contrabando e objetos de descaminho em diversos pontos da fronteira de Foz com o Paraguai. “Além dos agentes públicos já presos, outros ainda estão sendo investigados, dentre eles policiais militares”, diz o promotor de Justiça. O trabalho de cumprimento dos mandados de prisão teve apoio do GAECO de Guaíra, Corregedoria da Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal.

O GAECO é o braço do MP-PR que trata do combate ao crime organizado e do controle externo da atividade policial. Há unidades do Grupo em Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Guaíra, Cascavel, Guarapuava e Maringá. Todas são compostas por policiais civis e militares e por integrantes do Ministério Público – procuradores e promotores de Justiça – que são responsáveis pela coordenação das ações.


Informações para a imprensa com:
Patrícia Ribas / Jaqueline Conte
(41) 3250-4228 / 4229





Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR https://comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
https://comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=764